Hoje vamos falar sobre empréstimo para empresa MEI ou empréstimo para autônomo, qual deles é melhor para você nesse momento?

A nova pandemia forçou pequenos e microempresários a usar empréstimos para sobreviver

E levantar fundos para continuar pagando suas contas. Cada empréstimo para empresa MEI e autônomo tem suas vantagens e desvantagens.

Empréstimo para Empresa MEI

Empréstimo para empresa MEI ou autônomo, qual a diferença?

Antes de falar sobre empréstimo para autônomo ou MEI, vamos mostrar a diferença entre as modalidades.

Cada um possui características específicas, por exemplo, o tipo de imposto que pode ser pago e a burocracia envolvida.

Freelancers (ou autônomos) não têm nada a ver com empresas formais.

Além disso, não é necessário possuir habilitações ou certificados para exercer as atividades.

Sua responsabilidade tributária está vinculada à sua renda pessoal e previdenciária.

Porém, você como autônomo também precisa pagar impostos para o exercício de atividades econômicas (como ISS).

A falta de formalização impede que os freelancers obtenham linhas de crédito com taxas de juros menores e prazos de pagamento mais longos.

Isso porque, ao usar um banco para fazer um empréstimo, o autônomo negocia como pessoa física.

Cujos termos não são tão bons quanto os oferecidos às pessoas jurídicas que possuem o CNPJ.

Por outro lado, MEI é uma pessoa jurídica, pois tem CNPJ.

Essa categoria foi criada pelo governo em 2009 para promover a formalização dos profissionais autônomos e desburocratizar as empresas.

Nesse caso, a MEI pode até ter trabalhadores contratados. você sabia disso?

Por falar nas vantagens de ser MEI, esta categoria está isenta de diversos tributos e taxas, como PIS, Cofins, IPI e CSLL.

Devendo ser pagos apenas o Simples Nacional. Se o MEI atuar neste setor, os valores serão diferentes (R$ 53,25) ou na prestação de serviços (R$ 57,25).

Empréstimo para Empresa MEI



Veja Também: 5 Motivos para você criar um site para sua Empresa

Empréstimo para empresa MEI: Qual o melhor para você?

Nesse sentido, vários bancos começaram a disponibilizar ao MEI linhas de crédito específicas, reduzir as taxas de juro e alargar os prazos de pagamento.

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, por serem bancos públicos, têm que seguir as regras aprovadas no Congresso.



Nesses dois bancos, o MEI poderá tomar emprestado até a metade do que a empresa ganhou em 2019, com taxas de juros de 7,5% ao ano e 0,3% ao mês.

Também poderão quitar a dívida por até 3 anos, sendo que a primeira parcela pode ser quitada em até 180 dias após a contratação do empréstimo.

O Santander lançou a iniciativa “Superamos Juntos”, que permite um empréstimo com uma taxa de juro mensal de 1% ao MEI.

Enquanto isso, o Itaú permite microcrédito para MEIS com faturamento bruto de até R $ 200 mil por ano.

A taxa de juros é de até 3,79% ao mês e o pagamento é de até 15 meses.

Esses são alguns exemplos do empréstimo para MEI e em seguida vamos ver os autônomos.

Conheça o Portal do MEI , sempre com novidades para sua empresa

Empréstimo para autônomos: Qual o melhor para você?

Como muitos freelancers não possuem renda fixa, é mais difícil obter crédito naturalmente.

Nesse sentido, mesmo que você não tenha garantia de renda, é importante guardar todos os recibos, recibos de contas bancárias, etc.

De forma semelhante ao depósito do imposto de renda.

No entanto, empresas fintech e bancos digitais, criaram alternativas para facilitar a obtenção de empréstimos por freelancers.

Por exemplo, enquanto alguns bancos usarem o dinheiro para seus negócios, eles fornecerão microcrédito a taxas de juros mais baixas.

Existem também empréstimos pessoais, que podem ser utilizados para qualquer finalidade, mas com taxas de juros mais altas.

Além disso, esse tipo de penhor não exige comprovação de renda ou mesmo análise de crédito.

Agora você já sabe qual é o melhor Empréstimo para autônomo ou MEI.

Empréstimo para Empresa MEI

Planejamento é essencial

Antes mesmo de conseguir o empréstimo, é necessário fazer um bom planejamento, para investir o dinheiro de forma correta, para que sua empresa consiga se levantar com esse aporte.

Para ser um empreendedor de sucesso, é necessário um estudo do seu negócio para identificar pontos fortes e pontos a melhorar, para que você saiba usar esse dinheiro com inteligência .

Hoje a melhor e mais econômica forma de divulgar seu produto ou serviço é através da Internet, sua empresa precisa ter presença na web com um site e redes sociais presente, para que seu publico te conheça.

Identifique os 5P do marketing do seu produto para uma ação melhor e de sucesso e com isso em mãos faça um plano de ação para aumentar as vendas.

Tenha conhecimento sobre seu preço de custo, para poder formar o preço de venda correta do seu produto.

E por último, não esqueça de planejar seu fluxo de caixa, pois como sabemos , dinheiro na mão é vendaval rsrs




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − doze =